Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Verão é uma estação do ano marcada por muito calor, com o aumento da temperatura, a exposição a raios UV torna-se mais frequentes, levando as pessoas a mudanças de hábitos e rotinas , de frequentar piscinas e ir a praia com maior frequência. Tais hábitos, inerente e correlacionado ao cabelo, podem trazer malefícios significativos.
A exposição rotineira a ação dos raios UV, aos fios, ocasiona um processo oxidativo, pois a luz solar, além de provocar a oxidação da melanina através dos radicais livres, afeta à cutícula do cabelo e catalisa a degradação das proteínas, promovendo comprometimento da queratina. Sendo assim só a exposição ao sol, causa danos, como descoloração do cabelo, redução da força dos fios e perda de brilho.

Se só a exposição aos raios UV, causa danos, imagine o que acontece com nossos fios em contato com a água da piscina e do mar. Tanto o cabelo natural quanto o cabelo processado quimicamente sofre alterações que podem intensificar a mudança da coloração e agravar a elasticidade do fio, com perda de massa, fraturas e microfraturas em toda a extensão da haste capilar.

Saiba mais sobre o assunto no post Vem chegando o verão e confira abaixo dicas sobre essa deliciosa (e quente!) estação que te ajudarão com os cuidados básicos para promoção da sua saúde capilar.

CURIOSIDADES

A pergunta que a maioria das mulheres faz é: por que meu cabelo pode ficar verde se eu fizer uma descoloração e entrar na piscina? A resposta fica clara quando identificamos as associações dos processos químicos inerentes a esta realidade.

O produto químico responsável por deixar a água da piscina azul é o Sulfato de Cobre. Aí está o segredo! Quando você faz um processo de descoloração no cabelo, você terá um fundo de clareamento amarelo, o cobre (que torna a água azul) faz ligações químicas com a queratina que esta com tom amarelado. Lembrando-se da cartela de cores de Oswald, misturando as cores primaria amarelo com azul, você terá o verde. Por isso, é sempre importante após a descoloração esperar umas 3 semanas para ter contato com água da piscina e usando Leave-in ou óleos vegetais que dificultam a penetração desta água ao córtex do cabelo.
E dormir com o cabelo molhado, pode? A gente sabe que está calor, porém identificamos que este hábito não faz bem a saúde capilar. Os fios úmidos ficam frágeis, o que pode possibilitar a quebra, devido ao atrito dos fios com o travesseiro e o colchão, enquanto dormimos. Também há eminente risco de aparecimento de dermatites, pois o couro fica úmido, podendo ocorrer a proliferação de microrganismos. Sugerimos lavar o cabelo pela manhã ou no início da noite. Caso a lavagem não seja possível nestes horários, indicamos o uso de um secador com aplicação de protetor térmico antes da secagem.

Devido às altas temperaturas, prender o cabelo é muito comum nessa estação. Mas, cuidado! A curto prazo podemos ter quebra e fragilizar a fibra capilar e a longo prazo a tração excessiva pode ocasionar o enfraquecimento folicular e determinar quedas. Para evitar esses danos, fuja dos prendedores de silicone ou borracha e o tome cuidado com o excesso de grampos.
Acredite até o ar condicionado pode fazer mal para os nossos cabelos. A umidade do ar ambiente diminuída, resseca os fios, causando desidratação e aumento da presença de frizz. Portanto, sempre indicamos o uso semanal de uma máscara com poder profundo de hidratação, um Leave-in que dificulta a retirada de umidade e um óleo vegetal , que propicia uma camada lipídica a toda extensão do fio.

Dois produtos que não podem faltar na sua necessárie é um Leave-in e um óleo vegetal – especialmente no verão! Esses produtos especificamente criam uma película de tratamento e proteção nas camadas intercuticulares, protegendo os fios dos agentes externos, como radicais livres e raios UV, entre outros benefícios.

Soluções aos problemas ocasionados pelo verão

Exposição a raios ultravioletas, a maneira de prevenir e diminuir esta exposição é o uso de um leave in com proteção  solar. O Lasting kare  e um leave-in do Boaz Hair  que cria barreiras contra os raios UV e radicais livres, além de reter umidade ao córtex, matem a cutícula fechada por maior tempo, evitando frizz e dando mais definição a fibra capilar.

Os óleos vegetais são muito eficientes tanto para proteção contra os raios ultravioletas com para prevenir danos ocasionado pela água do mar e a água piscina . O Nano Olium e um óleo vegetal da Boaz Hair nanoparticulado, com maior poder de penetração ao fio de cabelo promovendo a proteção do fio devido ao filme criado pela capa lipídica  entre as camadas intercuticulares,

O Lasting kare e o Nano Olium tem a mesma finalidade para proteção dos raios UV e contato com a água do mar e da piscina.

A indicação para a rotina na praia é usar o Nano Olium sempre antes de entrar na água, pois lembrando além deste óleo criar um camada lipídica , água e óleo não se misturam , então dificultamos a permeação das propriedades que podem provocar danos ao cabelo .

Após sair da agua, orientamos que tire todo o excesso de água do mar da fibra com água doce e use o Lasting kare para proteção. Seguindo sempre esta orientação no dia a dia .

Presamos pela saúde capilar por isso a Boaz Hair, tanto no desenvolvimento de seus produtos, quanto seus serviços promove o CUIDADO (BOAZCARE). Venha experimentar esta diferença.

By David Vasconcelos – Tricologista Boaz Hair

signature

Ainda sem comentários.

Converse com a Boaz?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *